Cursos y Masters de Growman Group Cursos y Masters de ESEL Escuela Superior de Estudios Laborales Cursos y Masters de EMA Formación Cursos y Masters de Escuela Europea de Marketing y Empresa Cursos y Masters de Instituto Superior de Arte -  I ART Cursos y Masters de EFODIS Cursos y Masters de LEVEL CENTER Cursos y Masters de INTEFOR Cursos y Masters de Centro de Estudios CODESA Cursos y Masters de SEAS Estudios Superiores Abiertos

Técnico em Comércio Exterior

Precio 345 € - Cursos de especialización, OnLine de 300 horas - Titulación Emitida por el centro
Técnico en Comercio Exterior Técnico en Comercio Exterior Tècnic en Comerç Exterior   Técnico em Comércio Exterior   Technician in External Trade Technicien en Commerce Extérieur
 
Justificación/Descripción del curso:

O curso de comércio exterior que apresentamos pretende que aprendas todos os conceitos e matérias do comércio exterior bem como a mentalización e o esquema mental necessário para encarar as relações comerciais internacionais.

Este curso está enfocado para que tudo profissional, seja qual seja sua formação ou desempenho trabalhista, entre a fazer parte do conhecimento do comércio exterior. O mundo globalizado no que vivemos faz necessária uma formação específica sobre o comércio exterior para poder entender e conhecer a realidade empresarial actual. É provável que inclusive a empresa em onde um profissional desempaña seu labor trabalhista não esteja directamente relacionada com o comércio exterior no entanto; seus clientes, seus provedores ou sua concorrência sim é muito provável que tenham uma relação bem mais estreita com o comércio exterior, o que obriga ao profissional a conhecer e saber esta realidade.

Hoje por hoje uma empresa, seja qual seja seu tamanho, que não esteja enfocada a manter relações comerciais fosse de seu meio próximo está abocada a equivocar em sua estratégia e a ser muito débil em frente aos ciclos económicos e em frente a sua concorrência. Uma concorrência que tem deixado de ser diferenciada em concorrência nacional ou internacional para ser considerada concorrência global. Nas décadas dos oitenta e dos noventa a sociedade empresarial viu como marcas e empresas conhecidas desapareciam ou eram compradas por empresas multinacionais. Barrerios, Pegaso, Bultaco, Galerías Preciosos, Radiola, Gelados
Avidesa e assim um longo etcétera.

Algumas empresas, alguns empresários, pensam que seu tamanho sim importa para exportar e acham que a actividade exportadora "é para os grandes" e que a eles não lhes interessa exportar. Nada mais incerto. A cada empresa pode e deveexportar em função de suas possibilidades e de seu tamanho. O avanço tecnológico e o uso de Internet faz possível chegar a qualquer rincão do mundo, tão só há que saber como o fazer. Também começam a cada vez mais a ser requeridos os serviços externos de exportação através de consultores experientes de comércio exterior ao igual que sucede em outros aspectos empresariais, como é a contratação de serviços externos de experientes trabalhistas, contables ou fiscais. Uma empresa pode dispor de seu próprio departamento de comércio exterior externo abaratando assim os custos de infra-estrutura e de viagens.

Outro factor nos que este curso faz menção especial com um tema específico é o tema das técnicas de venda internacionais. O comércio exterior é única e exclusivamente um tema de vendas. De nada serve ter um conhecimento exhaustivo de meios de pagamento, fiscalidad ou de transporte que se não se dispõe de um cliente, de alguém ao que vender de nada serve tanta formação. O comércio exterior tem como fundamento uma estratégia comercial em onde terá que seleccionar o onde vender, o onde produzir e o que vender da carteira de produtos ou de serviços da empresa. Trata-se de vender única e exclusivamente.

Este curso é eminentemente prático e explica detalhadamente todo o processo necessário para a exportação e em comércio internacional, desde os conceitos básicos, passando por todos os processos como as fases de estudo de mercado, marketing, negociação, contratação, transporte, financiamento, gestão de cobranças e pagamentos internacionais, fiscalidad internacinal, bem como o estudo dos prioncipales organismos de apoio à exportação e importação, etc...

Requisitos de acceso al curso:

Não há requisitos específicos para este curso.

Temario cubierto por el curso:

MODULO 01 - INTRODUÇÃO Ao COMÉRCIO EXTERIOR
1. Conceitos de Iniciación ao Comércio Exterior
1.1. Conceitos Básicos
1.1.1. Origem do Comércio Exterior
1.1.2. Elementos da Relação de Intercâmbio
1.2. Barreiras ao Comércio Exterior
1.2.1. Barreiras Políticas
1.2.2. Barreiras Económicas ou Arancelarias
1.2.3. Barreiras Jurídicas ou Não Arancelarias
1.3. Medidas de Defesa Comercial
1.3.1. Medidas Antidumping
1.3.2. Subvención
2. Esquema Operativo do Comércio Exterior
3. Riscos do Comércio Exterior
3.1. Riscos do Âmbito Empresarial
3.2. Riscos em Operações de Comércio Exterior
3.3. Riscos Financeiros
4. Os 5 Pilares do Comércio Exterior
4.1. O Marketing (Tabuleiro).
4.2. O Transporte e a Logística
4.3. A Área Jurídica
4.4. Área Financeira e Meios de Cobrança
4.5. Código Aduaneiro
4.5.1. Tratamento de Exportações. Regime de Comércio
4.5.2. Trámites Aduaneiros
4.5.3. Regimes Especiais para Determinadas Mercadorias
5. Documentos do Comércio Exterior
5.1. Documentos Comerciais
5.2. Documentos de Transporte
5.3. Pólizas de Seguros
5.4. Certificados
6. Mentalización Empresarial

MODULO 02 - MARKETING INTERNACIONAL
1. Introdução
1.1. Filosofia de Marketing
1.2. As Necessidades
1.3. Diferenças entre Marketing Doméstico e Internacional
2. A decisão de exportar na empresa
2.1. Fases da Internacionalización Empresarial Espanhola
2.2. Fases da Internacionalización Empresarial
3. Marketing Mix Internacional
3.1. Marketing Mix o Produto (Product)
3.1.1. Ciclo de Vida Internacional do Produto
3.1.2. Atributos do Produto
3.1.2.1. Atributos Intrínsecos
3.1.2.2. Atributos Externos
3.1.2.3. Atributos Intangibles
3.2. Marketing Mix o Preço (Price)
3.2.1. Condicionantes para a Fijación de Preços
3.2.2. Políticas de Preços
3.2.3. Preço de Aquisição
3.3. Marketing Mix a Distribuição (Place)
3.3.1. Canais de Distribuição
3.3.1.1. Canal Longo
3.3.1.2. Canal Curto
3.3.1.3. Canal Directo
3.4. Marketing Mix a Promoção (Promotion)
3.4.1. Técnicas de Promoção
3.4.1.1. A Venda Pessoal
3.4.1.2. Promoção de Vendas
3.4.1.3. Missões Comerciais
3.4.1.4. Feiras e Exposições
3.4.1.5. Seminários e Conferências
3.4.1.6. Patrocinio e Mecenazgo
3.4.1.7. Marketing Directo
3.4.2. Publicidade
3.4.3. Relações Públicas e Comunicação
4. Formas primeiramente nos Mercados Exteriores
4.1. Exportações Directas
4.1.1. Venda Directa
4.1.2. Agentes e Distribuidores
4.1.3. Estabelecimento Subsidiaria Comercial
4.2. Exportação Indirecta
4.2.1. Companhias de Trading %ou201CTrading companies%ou201D ou Casas Comerciais
4.2.2. Intermediários Comerciais
4.3. Exportação Marcada ou Agrupada
4.3.1. O "Piggy-Back" (Operação Canguro)
4.3.2. A "Joint Venture" Internacional
4.3.3. Agrupamentos Europeus de Interesse Económico (AEIE)
4.3.4. As Franquicias Internacionais
4.3.5. As Alianças Estratégicas
4.3.6. Os Consórcios de Exportação
4.4. Produção em Mercados Exteriores
4.4.1. Contrato de Fabricação
4.4.2. Licença de Fabricação
4.4.3. Estabelecimento de um Centro Próprio
5. Estratégias de Exportação
5.1. Estratégia de Diferenciación
5.2. Estratégia de Globalização

MODULO 03 - INVESTIGAÇÃO DE MERCADOS
1. Elementos Básicos da Investigação
1.1. Meio Político-Económico e Regulamento Legal
1.2. A Demanda
1.3. A Oferta
1.4. Preços e Margens Comerciais
1.5. Canais de Comercialização
2. Etapas da Investigação e Selecção de Mercados
3. Fontes de Informação
4. Estrutura de um Estudo de Investigação de Mercados
4.1. Estudo por Países
4.2. Estudo por Produtos
5. O Plano de Marketing Internacional
5.1. Etapas do Plano de Marketing Internacional (do planejamento comercial)
5.2. Esquema de um Plano de Marketing Internacional

MODULO 04 - DIRECÇÃO DE VENDAS INTERNACIONAIS
1. Por que uma Empresa Estrangeira vai Comprar meus Produtos ou meus Serviços?
2. Folha de Rota Internacional
2.1. Estudo de Partida ou Justificativa da Folha de Rota
2.1.1. Conhecimento do Marco de Actuação
2.1.2. Conhecer o Mercado
2.1.3. Desenho da Actuação no Mercado
2.1.4. Actuar no Mercado e Obter o Posicionamiento
2.1.5. Cronograma de Seguimiento
2.2. Operativa Promocional na Folha de Rota
2.2.1. Escandallo de Exportação da Folha de Rota
2.2.2. Operativa Documental da Folha de Rota

MODULO 05 - CONTROLE DE MUDANÇAS, MERCADOS DE DIVISAS E FINANCIAMENTO
1. Definição e Operativa dos Mercados de Divisas
1.1. Conceito
1.2. Convertibilidad das Divisas
1.3. Oferta e Demanda de Divisas
2. Risco de Mudança e sua Cobertura
2.1. Conceito
2.2. Instrumentos de Cobertura de Risco de Mudança
2.2.1. Seguro de Mudança
2.2.2. Opções sobre Divisas
2.2.3. Futuros de Divisas
2.2.4. Autoseguros
3. Financiamento de Importações e Exportações
3.1. Financiamento da Importação
3.1.1. Generalidades
3.1.2. Sujeitos Financiadores
3.1.3. Instrumentos Mercantis de Financiamento
3.1.4. Moeda de Financiamento
3.2. Financiamento da Exportação
3.2.1. Generalidades
3.2.2. Créditos de Prefinanciación
3.2.3. Créditos para a Mobilização da Cobrança Adiada
3.3. Prefinanciación de Exportações
3.3.1. Facturação e Prefinanciación em Euros
3.3.2. Facturação em Euros e Prefinanciación em Divisas
3.3.2.1. Sem Seguro
3.3.2.2. Com Seguro ou Opção
3.3.3. Facturação em Divisas e Prefinanciación em Euros
3.3.3.1. Tem Risco de Mudança
3.3.3.2. Não tem Risco de Mudança
3.3.4. Facturação em Divisas e Prefinanciación na Própria Divisa
3.3.5. Facturação em Divisas e Prefinanciación em Diferente Divisa
4. Instrumentos Financeiros de Apoio à Exportação
4.1. Crédito Oficial à Exportação
4.1.1. O Consenso OCDE
4.1.2. Entidades Participantes
4.1.3. Modalidades de Crédito
4.1.3.1. Crédito ao Suministrador Nacional
4.1.3.2. Crédito ao Comprador Estrangeiro
4.1.4. Base de Financiamento
4.1.5. Taxas de juro Aplicables
5. O Contrato de Ajuste Recíproco de Interesses (CARI)
5.1. CARI Individual
5.2. CARI Linha
6. Fundo de Ajuda ao Desenvolvimento

MODULO 06 - ORGANIZAÇÃO ECONÓMICA E COMERCIAL DA UE
1. Integração Económica
1.1. Formas de Integração
1.2. Inconvenientes da Integração
2. Origem da União Européia
2.1. História
2.2. Modificações do Tratado de Roma
3. Instituições da União Européia
3.1. A Comissão
3.2. O Conselho da União Européia
3.3. O Parlamento Europeu
3.4. O Tribunal de Justiça
3.5. O Tribunal de Contas
3.6. Banco Central Europeu
3.7. Banco Europeu de Investimentos
4. Políticas da União Européia

MODULO 07 - CONTRATAÇÃO INTERNACIONAL
1. Introdução
1.1. Papel dos Contratos no Comércio Internacional
1.2. Particularidades do Meio Jurídico Internacional
2. Conceito e Características de um Contrato Internacional
2.1. Elementos Essenciais de todo o Contrato
3. A Formação e Execução do Contrato
3.1. Fase Preparatoria
3.2. Formação do Contrato
3.3. Execução e Desenvolvimento dos Direitos e Obrigações do Contrato
4. Legislação Aplicable
4.1. Lei do País de uma das Partes Contratantes
4.2. Convênios Internacionais
4.3. Lex Mercatoria
4.4. Determinação da Legislação Aplicable
5. Jurisdição Competente
5.1. Tribunais de Justiça
5.2. Arbitragem
5.3. Reconomiento e Execução de Sentenças Estrangeiras
6. Clausulado Habitual dos Contratos Internacionais
7. Tipos de Contratos mais Utilizados em Comércio Internacional
7.1. Contrato de Compra Internacional
7.2. Contrato de Fornecimento
7.3. Contrato de Agência Comercial Internacional
7.4. Contrato de Concessão de Venda ou Distribuição Comercial
7.5. Piggy Back
7.6. Contrato de Franquicia Internacional
7.7. Contratos de Transferência de Tecnologia
7.8. Joint Venture Internacional

MODULO 08 - TRANSPORTE INTERNACIONAL
1. A Importância dos Diferentes Tipos de Transporte
1.1. Transporte Internacional
1.1.1. A Gestão de Transporte
1.1.2. As Pessoas do Transporte
1.1.2.1. Transporte Marítimo (TM)
1.1.2.2. Transporte Terrestre
1.1.2.3. Transporte Aéreo
1.1.2.4. Transporte em General
2. Classificação dos Transportes
2.1. Transporte Marítimo
2.1.1. Gestão Comercial
2.1.1.1. Em Regime de Navegação Livre ou Fletamentos
2.1.1.2. Em Regime de Linha Regular
2.2. Custos do Transporte Marítimo
2.2.1. Em Linha Regular
2.2.2. Em Fletamentos
2.3. Marco Jurídico
2.3.1. As Bandeiras de Conveniencia ou FOC (Flag of Convenience)
2.3.2. O Bloqueio Marítimo
3. Transporte Aéreo
3.1. Organizações Internacionais
3.1.1. ICAO (International Civil Aviation Organization)
3.1.2. IATA (International Air Transport Association)
3.2. Gestão Comercial
3.3. As tarifas Internacionais
3.3.1. Tarifas de Ónus Aérea e Flete
3.3.2. Custo do Flete
3.3.3. Outros Custos
3.4. Documento de Transporte. Air Way Bill
3.4.1. Características da Carta de Porte Aérea
3.5. Marco Jurídico
4. Transporte Ferroviário
4.1. Classificação
4.1.1. Por sua Regularidade
4.1.2. Pelas Características da Mercadoria
4.2. Gestão Comercial
4.3. Marco Jurídidco
5. Transporte por Estrada
5.1. Classificação
5.2. Gestão Comercial
5.3. Marco Jurídico
6. Transporte Multimodal (TMM)
7. Eleição do Modo de Transporte
7.1. Fiabilidad
7.2. Disponibilidad
7.3. Preço
8. Seguro de Transportes
8.1. Características Básicas do Seguro de Transporte
8.2. Elementos Pessoais do Contrato de Seguro
8.3. Modalidades do Seguro de Transporte
9. Termos do Transporte Internacional
9.1. Resumem de Documentos no Transporte Internacional
10. Fontes de Informação sobre o Transporte Internacional de Mercadorias

MODULO 09 - CÓDIGO ADUANEIRO
1. Introdução
2. Fontes do Código Aduaneiro
2.1. Direito Originario
2.2. Direito Derivado
2.3. Fontes Internas
2.4. Fontes Externas
3. Território Aduaneiro
4. Imposto Integrado das Comunidades Européias. TARIC
4.1. Codificación das Mercadorias
4.1.1. O Sistema Armonizado
4.1.2. A Nomenclatura Combinada
4.2. Regras Gerais para a Interpretação da Nomenclatura (o Regulamento (CE) não 1832/2002)
4.3. TARIC
4.3.1. Informação Arancelaria Vinculante
5. Tipos de Impostos
5.1. Tipo %ou201CAd Valorem%ou201D
5.2. Tipo Específico
5.3. Tipo Misto
5.4. Tipo Composto
5.5. Imposição a Tanto Alçado
6. Origem das Mercadorias
6.1. Mercadorias Comunitárias e Mercadorias não Comunitárias
6.2. Origem não Preferencial das Mercadorias
6.2.1. Mercadorias Produzidas Totalmente em um País. Artigo 23 CA
6.2.2. Transformação Substancial. Art. 24 CA
6.2.2.1. A Transformação deve Conduzir à Fabricação de um Novo Produto ou deve Representar uma Mudança de Fabricação Importante
6.2.2.2. Economicamente Justificada
6.2.2.3. Em uma Empresa Equipada ao Efeito
6.2.3. Elaboração que Transfere a Origem
6.2.3.1. Para as Matérias Têxtiles e suas Manufacturas da Secção XI da Nomenclatura Combinada
6.2.3.2. Disposições de todos os Produtos
6.2.3.3. Peças de Troca
6.2.4. Fontes de Informação da Origem da Mercadoria
6.3. Origem Preferencial das Mercadorias
6.3.1. Sistema de Preferências Generalizadas
6.3.1.1. Transformações Insuficientes para Conferir Origem
6.3.1.2. Sistemas de Acumulación de Origem
6.3.2. Outros Elementos da Determinação da Origem
6.3.3. Fontes de Informação da Origem Preferencial das Mercadorias
7. Justificativa da Origem das Mercadorias
7.1. Organismos Expedidores de Certificado de Origem em Espanha
7.2. Fontes de Informação sobre o Certificado de Origem
8. Valor em Aduana da Mercadoria
8.1. Métodos de Valoração do Valor em Aduana
8.1.1. Método Principal
8.1.1.1. Ajustes Positivos. Artigo 32 do CA
8.1.1.2. Ajustes Negativos. Artigo 33 CA
8.1.1.3. Condições de Utilização do Método Principal
8.1.2. Métodos Secundários
8.1.2.1. Valor de Transacção de Mercadorias Idênticas
8.1.2.2. Valor de Transacção de Mercadorias Similares
8.1.2.3. Método Deductivo ou Procedimento Sustractivo
8.1.2.4. Método do Custo de Produção
8.1.2.5. Método do Último Recurso
9. Introdução das Mercadorias no Território Aduaneiro da Comunidade
9.1. Nascimento da Dívida Aduaneira
9.1.1. Na Importação
9.1.2. Na Exportação
9.2. Contracção, Notificação e Pagamento da Dívida Aduaneira
9.2.1. Notificação
9.2.2. O Pagamento
9.2.3. A Dívida Aduaneira extinguir-se-á
9.3. Liquidação da Dívida Aduaneira
10. Destinos Aduaneiros
10.1. Depósito Temporário
10.2. Livre Prática
10.3. Inclusión em um Regime Económico Aduaneiro
10.3.1. Importação Temporária
10.3.1.1. Classes de Importação Temporária
10.3.2. Transformação baixo Controle Aduaneiro
10.3.3. Regime de Perfeccionamiento Activo
10.3.4. Regime de Perfeccionamiento Pasivo
10.4. Áreas Exentas
10.4.1. Depósitos Aduaneiros
10.4.1.1. Tipos de Depósitos Públicos
10.4.1.2. Tipos de Depósitos Privados
10.4.1.3. Ultimación do Regime
10.4.2. Zonas e Depósitos Francos
10.4.3. Reexportación, Destruição e Abandono
11. Trânsito Comunitário
11.1. Trânsito Externo
11.1.1. Operativa de Trânsito Externo
11.2. Trânsito Interno
12. A Exportação
12.1. Exportação Temporária com Cuaderno ATA
13. Despacho Aduaneiro
13.1. Apresentação em Aduana das Mercadorias
13.2. Descarga das Mercadorias Apresentadas em Aduanas
13.3. Documento Único Aduaneiro. DUA
13.3.1. Documentos que Acompanham ao DUA
13.4. Operadores Económicos Autorizados
13.4.1. Estatuto do Operador Económico Autorizado
13.5. Esquemas de Despachos Aduaneiros
13.5.1. Exportação
13.5.2. Importação
13.5.3. Trânsito
14. Operações Privilegiadas
14.1. Franquicias Aduaneiras
14.2. Mercadorias de Volta
14.3. Produtos de pesca-a Marítima e Outros Produtos Extraídos do Mar
15. Outras Medidas Aduaneiras
15.1. Os Contingentes Arancelarios
15.1.1. Contingentes Arancelarios Cuantitativos
15.2. Suspensões Arancelarias
15.3. Limites Máximos Arancelarios ou Plafonds
15.4. Medidas de Defesa Comercial
15.4.1. Medidas Antidumping
15.4.2. Direitos Compensatorios
15.4.3. Mercadorias com Usurpación de Marcas

MODULO 10 - FISCALIDAD INTERNACIONAL
1. Antecedentes
2. O IVA nas Exportações
2.1. Regime Tributário
2.1.1. Exportações de Mercadorias
2.1.2. Prestação de Serviços
2.1.3. Outras Isenções
3. O IVA Relativo às Zonas Francas, Depósitos Francos e Outros Depósitos
4. O IVA nas Operações Intracomunitarias
4.1. Introduções e Expedições Intracomunitarias
5. Os impostos Especiais
5.1. Os Impostos Especiais nas Exportações
5.2. Introduções e Expedições Intracomunitarias
6. Obrigação Estatística. INTRASTAT
6.1. Informação Ampliada e Modelos de INTRASTAT

MODULO 11 - MÉDIOS DE COBRANÇA E PAGAMENTO INTERNACIONAIS
1. Introdução
2. Características Gerais dos Meios de Pagamento
2.1. Meios de Pagamento: Documentarios e Simples
2.2. Eleição do Médio de Pagamento
3. Crédito Documentario
3.1. Partes que Intervêm
3.2. Regulação
3.3. Classificação
3.4. Sequência Operativa
3.5. Exame dos Documentos
3.6. Documentos com %ou201CReservas%ou201D
3.7. Datas, Custo e Quantidade da Mercadoria
3.8. Créditos Documentarios Especiais
4. Remessa Documentaria
4.1. Tramitação de uma Remessa Documentaria
5. Ordem de Pagamento Documentaria
6. Remessa Simples
7. Ordem de Pagamento Simples e Transferência
8. Cheque Bancário e Cheque Pessoal

MODULO 12 - INSTITUIÇÕES DO COMÉRCIO EXTERIOR EM ESPANHA

MODULO 13 - ORGANISMOS INTERNACIONAIS
1. OMC. Organização Mundial do Comércio
2. ONUDI. Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial
3. OCDE. Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico
4. UNCTAD. Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento
5. ASEAN. Associação de Nações do Sudeste Asiático
6. NAFTA. Tratado de Livre Comércio da América do Norte entre EE.UU, Canadá e México
7. MERCOSUL. Mercado Comum do Sur
8. Outros Blocos Comerciais
8.1. ALADI
8.2. Pacto andino
8.3. CARICOM. Comunidade das Caraíbas
8.4. UMA. União do Magreb Árabe

MODULO 14 - INCOTERMS 2010
1. Utilização
2. Classificação dos Incoterms
3. Relação e Descrição da cada Incoterm
4. Critérios de Selecção do Incoterm
4.1. Em Função do Mercado
4.2. Em Função da Experiência ou Importância do Exportador

MODULO 15 - ANEXOS
1. Glosario de Termos
2. Documentos de Comércio Exterior
3. Viabilidad Legal e Administrativa

MODULO 16 - BIBLIOGRAFÍA

Cursos relacionados con el actual por su contenido:
Puede ver otros cursos relacionados en las categorías:
Otros datos del Curso:

El curso Técnico em Comércio Exterior está en nuestro Buscador de Cursos y Masters desde el 14/11/2011.

Etiquetas del curso:
Términos relacionados: